Executive Coaching na mudança organizacional

A mudança organizacional é vital na adaptação e resposta às novas e diferentes exigências do mercado e seus stakeholders.

A sua complexidade pode ter implícita a geração de uma nova cultura organizacional, com a consequente transformação do mindset de liderança.

O papel dos líderes assume primordial relevância, precisando de capacitação e resposta eficaz à mudança.

Como um segredo que se desvenda, nele está o descobrir, clarificar, praticar. Melhorar e desenvolver competências, motivação e visão, na resposta às novas necessidades. E ainda assim manter o bem-estar pessoal e a capacidade de liderar.

Nos degraus da mudança organizacional, o Executive Coaching ganha protagonismo, funcionando como um aliado colaborativo, na articulação de meios e na facilitação de acções concretizadoras.

Há turbulência inerente aos processos de mudança. Esta condiciona a absorção de novos significados, a definição de metas e a correspondente implementação de soluções. Os líderes são solicitados a uma maior agilidade, flexibilidade e capacidade de lidar com múltiplas solicitações e decisões.

O Coaching Executivo produz eficácia na alavancagem destes processos, através de reflexão e discussão das problemáticas, numa visão direcionada para a implementação de soluções, mas sem perder de vista a pessoa que é o líder.

Identifico na minha prática, três pilares muito úteis, que actuam como mobilizadores dos potenciais do líder. São geradores de um processo de transformação sustentada, que visa a adopção da mudança a partir de um estado interior e mental confortável e seguro, potenciador de um mindset ágil e flexível.

O primeiro pilar é a Compreensão. Este é o nível do intelecto, o caminho mental, mobilizador cognitivo, no qual se clarificam as problemáticas, se analisam as propostas, desenvolvem objectivos e se descobrem possibilidades.

O segundo pilar, a Adopção. É o nível do sentir, onde a inteligência emocional lidera a gestão das emoções associadas à Compreensão, sendo estas positivamente alavancadas como mais-valia no estabelecimento de metas pessoalmente valorizadas, e na geração de foco bem direcionado.

Por último, o pilar da Concretização. Aqui, há significados e interconexões mais amplas, que mobilizam os recursos de passagem à acção consciente. Maximizam resultados, numa visão sustentada e de pensamento focado.

Executive Coaching não é sobre nova informação, mas sobre novo conhecimento, novo saber. É pegar em algo existente, o potencial e o talento do líder e desenvolvê-lo até à imersão de uma nova visão, que se foca objectivamente numa meta, para a qual as soluções são apontadas.

É a abertura do mindset existente, transformando-o numa visão aberta de novas perspectivas e saberes, que são implementados através de mudanças com significado e propósito, sustentadas, significativas e consistentes, visando a mudança desejada.

Neste modelo sistémico de Executive Coaching, estão presentes dimensões que ajudam eficazmente o líder a afastar-se da incerteza organizacional, adoptando um mindset estratégico, mas flexível, que lhe permite entender e reagir de forma construtiva e consistente à complexidade e turbulência da mudança em que se vê envolvido.

Ganha assim nova consciência do seu ecossistema pessoal que o auxilia fortemente a melhorar a qualidade de liderança.

Recent Posts